Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Vinde a mim os recalcados!


Você se incomoda quando vê algum tipo de personagem agir em desacordo com o que você julga certo só porque o tal personagem tem algo em comum com você? Acautelai-vos! Elucidá-los-ei! Eis que surge um ‘recalcado DETECTADO’!!!

Romário parou de jogar, mas eu não parei de futucar (eitcha, comentário oportunista seguido de expressão esdrúxula!). O que pega nesse post é a galera do recalque que, não à toa, se enche de complexo e dispara impropérios como se não houvesse amanhã.

Saiba mais agora: A novela Duas Caras parece um emaranhado de situações forçadas sem um roteiro aparente e isso todo mundo pode perceber (embora não faça – ou não queira). É uma favela lírica, personagens-arquétipos-non-sense de segmentos da nossa sociedade, etc. Claro que incomoda! Eu também fico irritado em ver determinada caracterização de personagem se tornar alvo/motivo de escândalo. O que não dá é pra ver os recalcados julgarem a obra por não mostrar seu lado como super-poderoso. Não que não caiba uma ressalva do tipo: Um personagem mais esclarecido chega e explica que nem todos são assim, por exemplo.

Digo isso por alguns (alguns, nada, muitos!) comentários a respeito de personagens evangélicos da referida novela global. Tá, evangélico algum tem obrigação de ver um personagem da sua religião agir de forma imprópria e ficar quieto, mas, calma lá, por que um evangélico não poderia cometer improbidades? Só porque é evangélico? Evangélico não carrega dinheiro em cueca ou transporta dinheiro não declarado? Eu curto heavy metal e, mesmo assim, não acho totalmente errado quando mostram os headbangers como acéfalos na tênue linha entre um homem das cavernas e um ogro. E por quê? Porque acontece. Existem tipos assim, sim.

Isto posto, não acho apropriado resmungar por algum evangélico ser exibido como violento (ou, redundantemente, idiota) numa novela. Ninguém está acima do bem e do mal. Acusar de preconceito a emissora por isso é, no mínimo, estúpido. Qualquer um sabe que a pregação enaltece seu próprio povo e se convence de que os de fora são os imperfeitos (obviamente, há uma grande deturpação da palavra ‘pecador’ aí).

Veja, abaixo, o que te faz um recalcado. Você é um alvo deste texto se toma (UIA!) como ofensas pessoais o comportamento de personagens da ficção sendo:

-- Evangélicos fundamentalistas: Daqueles que julgam e ofendem pessoas em nome de sua religião.

-- Negros do mal: Favelados, bandidos, escravos, empregados, etc.

-- Mulheres superficiais: Interesseiras, trambiqueiras, vadias, loiras burras e tals.

Enfim, citei só os mais manjados, mas há os casos de espíritas caricatos, homossexuais afetados e mais. Se pararmos para reclamar disso, a teledramaturgia, e ficção em geral, pára. PURRA!!! Vai dizer que não existem tipos exatamente como os citados acima? Claro que sim, mas, os recalcadinhos adoram se doer (UIA²!!!) como se aquilo fosse uma propaganda publicitária de lavagem cerebral contra sua tchurminha. Se você não se adequa ao clichê, ao arquétipo, ao paradigma (hmm!), legal, mas não pense que todo mundo é assim. Temos, muito, a tendência de julgar o (mundo) externo a partir do (nosso) interno, mas deixa de ser ego(etno)cêntrico, ô, poia!

Curiosidades:

- Há quem arme banzé (sério, quem fala assim, hoje?) por utilizarem a palavra ‘denegrir’ (que significa enegrecer, manchar, infamar). Segundo recalques inflamados, a palavra seria uma ofensa aos negros, como dizer que uma situação está “negra” (e evangélicos dizem que a Globo está denegrindo a imagem dos religiosos - coisa que, segundo eles, não acontece com os 'macumbeiros').

- Na mesma frase que um evangélico acusa a Rede Globo de preconceituosa em relação aos evangélicos, vem um comentário do tipo: “...enquanto mostra homossexuais em horário nobre como se fosse uma coisa normal...”. Sei não, parece preconceito também.

4 comentários:

Ditaur disse...

Attention! See Please Here

Bruno Lima disse...

Não estou escrevendo esse comentário pq sou um recalcado, não é isso entenda bem!!!
Realmente vc tem razão,sabemos que novela é algo que sempre rende assuntos, até pq são exemplos da vida real(algumas, não considere a novela dos mutantes) e que na maioria (quase sempre) das vezes tem final feliz. E essa questão do recalque, é engraçada porque como toda novela tem personagens diferentes, de vários tipos, feita por atores, que por incrível que pareça são SERES HUMANOS( tem sentimentos ) e se espelharam em alguém pra fazer aquele personagem, sempre tem um que é parecido como nós (digo o telespectador)então acaba se criando uma espectativa de ver aque personagem tomando aquela atitude supostamente correta que se deveria tomar na vida real e não se toma!!!!
Uma cena que vi, foi uma evangélica instigando o povo, a linchar um casal triplo, um gay, uma ex- usuária de drogas e um "vagabundo" que viviam juntos!!! Peraí, será que isso é "denegrir" a imagem dos evangélicos?? Até onde sei eles também fazem sexo, a maioria que se diz cristão já usou drogas, tem alguns que se dizem ex-gays ( será ).
É acho que antes de jogar pedra no telhado dos outros...

Bruno Lima disse...

Não estou escrevendo esse comentário pq sou um recalcado, não é isso entenda bem!!!
Realmente vc tem razão,sabemos que novela é algo que sempre rende assuntos, até pq são exemplos da vida real(algumas, não considere a novela dos mutantes) e que na maioria (quase sempre) das vezes tem final feliz. E essa questão do recalque, é engraçada porque como toda novela tem personagens diferentes, de vários tipos, feita por atores, que por incrível que pareça são SERES HUMANOS( tem sentimentos ) e se espelharam em alguém pra fazer aquele personagem, sempre tem um que é parecido como nós (digo o telespectador)então acaba se criando uma espectativa de ver aque personagem tomando aquela atitude supostamente correta que se deveria tomar na vida real e não se toma!!!!
Uma cena que vi, foi uma evangélica instigando o povo, a linchar um casal triplo, um gay, uma ex- usuária de drogas e um "vagabundo" que viviam juntos!!! Peraí, será que isso é "denegrir" a imagem dos evangélicos?? Até onde sei eles também fazem sexo, a maioria que se diz cristão já usou drogas, tem alguns que se dizem ex-gays ( será ).
É acho que antes de jogar pedra no telhado dos outros...

JoJosho disse...

See Please Here