Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Religião não se discute. Se pratica.


Uma emissora que tem clara ligação com uma determinada religião e mesmo assim exerce a soberba, a calúnia e prega a discriminação da sexualidade e da fé alheia? Isso não é emissora, é veículo de comunicação do fascismo. Como se o Brasil e o mundo já não sofressem muito com ignorância e intolerância em níveis récordes (acentuei porque disse RÉCORDES). Se essa gente realmente dominasse o mundo, poderíamos pular pra Marte, aí não teria jeito mesmo aqui. Mas, temos como responder, né?

Nenhum comentário: