Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

domingo, 22 de setembro de 2013

Violência, Heavy Metal e... Sorriso Maroto?!

O pequeno Gael comemora três anos no Rock in Rio ao som de Metallica



De forma alguma estou falando que o pop-pagode é que gera violência, a questà é que violência é culpa do violento e não do gênero musical ou qualquer outra coisa nesse sentido. Ela está diretamente atrelada ao(s) indivíduo(s) que a pratica(m). Por isso, meu comentário sobre essa obviedade - que não é enxergada por formadores de opinião em grandes veículos de comunicação de 99% de alcance nacional - é o seguinte:

CHUUUUPA, Arnaldo Jabor!

CHUUUUPA, William Waack!

CHUUUUPA, Globo (que patrocina o evento, mas discrimina as vertentes que se apresentam lá)!

Como eu disse recentemente, aquela tal matéria sobre a suposta violência no Rock ‘N Roll e suas vertentes mais pesadas foi de uma infelicidade só comparável a um ser se dizer cristão e pregar a discriminação ao próximo por ser diferente dele. É uma generalização tão besta mas tão besta, que dá no mesmo que afirmar que todo jornalista não passa de um fofoqueiro profissional. Queria saber como justificam a violência em tempos que não havia Heavy Metal ou vídeo games, por exemplo.

Já que é pra falar Melo m*erda, então que se faça do jeito certo.






Nenhum comentário: