Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Roberto Carlos muda de opinião sobre biografias e causa racha na turma do Procure Saber

Roberto Carlos surge apoiando o Procure Saber e, diante da crítica pública, dá pra trás (UIA!) e diz que ‘conversando a gente se entende’.

caetano veloso roberto carlos biografias

Caê ficou putaço com a atitude “de rei” do rei e desabafou: “é o normal da nossa vida”. O que será que rola debaixo odos caracóis dos seus cabelos?

Seria isso um dejá vù da ditadura, quando a tchurminha cuca-fresca parecia estar do mesmo lado artístico e, de repente, uns são exilados e outros ganham programas de TV nas emissoras porta-vozes da dita cuja ditadura?



PAM PAM PAAAAAAMMMM!!!!!!

Bem, Robertão não é bobo e mesmo sem dar detalhes (tão pequenos deles dois), sabe que ficar marcado como defensor da prévia censura será uma coisa muito grande pra esquecer. Já Caetano, lembrou que é proibido proibir e resolveu proibir que o rei proibisse a proibição... e parou na contramão.
O rei disse: Que vá tudo pro inferno! Disse também que é preciso saber viver, e ele sabe. Sabe tanto que é ídolo apenas com clássicos do passado e sem ter sido ligado ao elitismo de sua emissora do coração ou mesmo à política ditatorial da qual foi omisso porta-voz.

E não duvido que, assim como nossa sociedade, ele ainda capitalize o serviço de auto-biografias direcionando ao biografado o direito a dar pitacos no trabalho alheio, ou mesmo ter a prioridade legal de escrever, pois, já imagino ele dizendo “Se alguém pode contar melhor minha história, esse cara sou eu!”. 

Nenhum comentário: