Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

domingo, 30 de dezembro de 2007

De volta para o futuro


Bem, lá vamos nós denovo: Chega o final do ano e toda aquela comoção, votos de felicidades e sei lá mais o quê. Este post, mesmo, vai soar totalmente diferente no dia primeiro de janeiro porque é de temática datada e específica. Pode se dizer que, ao mesmo tempo, voltamos ao passado (pela repetição) e voltamos ao futuro (por repetir as coisas num ano diferente à frente).

A essa altura, deu pra sacar que a foto é do capacitor de fluxo, né? (Ma, Cuma você não sabe o que é? É o aparelho que permite o delorian viajar no tempo em ‘De volta para o futuro’, CATZO!!!) Sacou o esquema? Hein, hein? Futuro, volta? (Bah, prossigamos)

O que me traz a este último post do ano com esse assunto é o fato de sempre desejarmos mais isso, menos daquilo ou, ainda, que algo continue do jeito que é. Isso é repetido ritualísticamente todo ano e pra quê? Todo ano é igual. Tá, mudam alguns fatos e eventos, mas é tudo igual!

Serei mais específico:

*Todo janeiro se arrasta pra quem torrou grana nas 2.057 festinhas, confraternizações e ‘amigos ocultos’ de dezembro (fora as viagens);
*Sempre rola aquele ‘esquenta’ pro carnaval (e viagens);
*Em março, acaba o verão, feriados seguidos (e viagens) e chove horrores;
*Vem páscoa (e viagens) e todos os anúncios típicos de quem comemora a morte e ressurreição do coelhinho da páscoa;
*Dia das mães e tome ofertas persuasivas do comércio;
*Férias (pra quem tem – e viagens)) no meio do ano, festinhas juninas e julinas e, talvez, algum frio;
*Agosto tem dia dos pais e é igualmente longo pra quem torrou a grana das férias...er...nas férias (e nas viagens).
*Chega a primavera, feriado da independência, comemoração da santa padroeira das crianças... hmm, não,não é bem isso ... é do Brasil (a comunidade não-católica agradece todos os feriados santos – e as viagens – horay!)
*Temos, então, mais alguns feriados – e mais algumas viagens (Cacilda, não sei como esse país não pára!), começam os preparativos pra comemorar o nascimento de papai Noel.
*Depois que passa o natal, preparamo-nos pro ano novo e, adivinha? Começa janeiro e o mês se arrasta pra quem...

Aliás, não é engraçado como nosso calendário (que é contado a partir do nascimento de Cristo) não começa em 25 de dezembro? Ora, bolas! Se o homem nasceu em 25 de dezembro, porque o ano novo começa em 1º de janeiro?

Bem, isso é outro assunto e levaria uns 652 posts pra explicar cada manipulação e modificação feita até chegarmos aos dias de hoje.

Nenhum comentário: