Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Sociedade Machista é Coisa de Homem! Não?


Já se vai longe o tempo em que os padrões da sociedade foram estabelecidos, mas gostaria apenas de falar um pouco sobre minhas impressões sobre isso antes de entrar no assunto propriamente dito. É importante frisar que os padrões são impostos por um grupo e aceitos pela maioria. Nada de pensarmos que os padrões se formaram e a sociedade foi aceitando. Do mesmo jeito que tradições religiosas - essencialmente católicas - fora designadas com interesses políticos, comerciais e de manipulação social.

É bem verdade que - mulheres, não me matem - o sexo masculino tem uma certa "supremacia". Calma, explico! Não há superioridade alguma aqui, e nem tanto pela força física, ou pelo menos, não diretamente, os machos das espécies animais - e somos um desses grupos - sempre possuíram a função biológica e sociológica de proteger e liderar o bando. Pensemos em como essa evolução se deu naturalmente para o ser humano, quando passamos a formar sociedades com relações e camadas complexas de relacionamentos diversos. Dá pra entender, pelo menos o processo, não as razões para a manutenção dessa fórmula pronta, onde o homem nomeia até a raça humana no geral e a mulher passa a ser a representação da beleza, sensibilidade e tudo aquilo que é bonito, acolhedor, mas não prático, logo, não capaz de reger uma sociedade.

Vamos divagar agora: Com certeza, por auto afirmação, homens decidiram excluir as mulheres do controle da sociedade. Mistificando a figura feminina dos ritos pagãos como algo maligno, acusando as mulheres de possuir dons de bruxaria e a necessidade de se queimá-las e afogá-las - o que aconteceria com negros e suas religiões "primitivas" (não católicas), mas isso eu falo depois, pois ainda me incomoda a ironia de certas religiões evangélicas criticarem tanto o catolicismo e, mesmo assim, agir da mesma maneira que eles agiam há 700 anos. Enfim, uma divagação por vez.

O problema é que não se incinera mais mulheres em praça pública e temos presidentes mulheres por aí. Mas isso não significa que o mundo está equilibrando a balança dos direitos. É preciso mudar com educação, e isso vale também para feministas. Feminismo é algo tão estúpido quanto machismo. Mas, também não é culpa de quem aceita isso? Uma mulher aceitaria pagar o mesmo valor de ingresso que um homem paga numa casa noturna? Aceitaria ir ao trabalho com o corpo todo coberto - já que homens não podem usar chinelos, bermudas ou camisetas? Hein? Será que não há conivência passiva por parte de quem gosta do modelo como está? Existe muita mulher machista por aí, que repete aqueles conceitos de que homem não chora, mulher que não se pinta e não se veste como uma Barbie é um menininho, e essas coisas.

Sou a favor dos direitos iguais, mas será que a sociedade está preparada, ou mesmo com vontade de que haja mudanças? A constituição até prevê que direitos iguais sejam a tônica, mas mulheres e homens são diferentes, quer queiram, quer não. Há concessões aí pra serem analisadas e também acho que uma sociedade funciona melhor quando todos são vistos como partes iguais do todo, ou vamos seguir com o modelo de que mulher tem uma função e homem tem outra. Na verdade, o que importa mesmo é o respeito, independente do lugar a que um gênero tenta relegar o outro. Eu aceito mil vezes que mulheres ocupem os mesmos lugares que os homens, mas é uma transição ousada demais para se pensar do jeito que as coisas são hoje. Há uma série de mudanças na mentalidade das pessoas para se pensar em evolução.

Evolução sem planejamento não dá em nada. É preciso medidas, políticos e ativistas interessados em melhorar as condições da sociedade e não um grupo querendo tomar o lugar do outro. Só trocar as moscas ainda faz a m*erda ser a mesma. Dá nos nervos quando vejo uma mulher dizer que as mulheres é que teriam que controlar tudo, que seria tudo mais bonito e delicado, que mulheres não fariam guerras... como saber? Cuba vivia uma ditadura até que os revolucionários a derrubaram... para instaurar sua própria ditadura... pescou o lance? Resolveu?

Nenhum comentário: