Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Vagabundo é f... pensa que humor está acima do bem e do mal


Um babaquinha dessa leva recente de pseudo-artistas/humoristas/qualquer coisa assim lançou um vídeo com um título se referindo a esses memes racistas ‘nego isso, nego aquilo’. Não vou dar ibope pra isso sequer mencionando o nome da coisa e da bosta fumegante que com certeza é. Não vi e não gostei, até porque é mais um daqueles que defende o humor ofensivo e repete trozobas políticas conservadoras que não têm vez aqui. Sendo assim, vou logo ao assunto.


Se vocês viram esses memes, certamente, já perceberam que não são piadas tão inocentes quanto os mentirosos preconceituosos querem desesperadamente empurrar, né? Pois bem, ali, são fotos de negros, pessoas, que estão sendo usadas como alvo. Muitas delas são agressivas de muito branco por aí achar pesado e babaca. Foto de negro até com deficiência pra ilustrar expressões que são costumeiras desde a escravidão, mas que ganham a cara de qualquer um. Qualquer um no sentido que se usa a expressão e no sentido de que as pessoas gostam de se defender ofendendo os outros, que não eles mesmos.

Veja bem, do mesmo jeito que se usa a expressão ‘nego/neguim...’, pelo menos aqui no RJ, também se fala ‘vagabundo...’. Então, vamos propor o seguinte: No lugar de ‘nego’, use ‘vagabundo’ e no lugar da foto de alguém desconhecido (que provavelmente é filho, irmão, sobrinho, pai, amigo de alguém), use uma foto de um amigo seu, de um parente seu, ou alguém de seu convívio. Por exemplo, crie uma montagem/meme com ‘vagabundo é foda’ e poste uma foto de sua própria mãe ali. Repasse aos amiguinhos de internet, nos grupos de whatsap e nas páginas de facebook. Vá ver sua tchurminha politicamente babaca rindo dos seus. Veja se é engraçado a qualquer custo. Você não vai fazer, né? Porque sabe que é ofensivo. Só não se importa com os outros. O riso dos outros ou o choro dos outros.


Dizem que negro que contesta esse tipo de ‘humor’ é alguém que se faz de vítima, mas, peraê, bátema, se EU sou o ofendido e a “piada” tá ali pra todo mundo ver que faz referência direta, como que a culpa é minha e não de quem quer a todo custo arrancar risadas constrangidas apontando pra alguém e falando ‘haha, você é preto’? Não entendi a lógica. Mas, em todo caso, fica a dica: Crie um meme com algum dos seus e exponha-o à rajada de risadas. Tenho certeza de que muitos vão te dizer que é engraçado. Quero ver você ir contra a turba preconceituosa quando for um dos seus ou você mesmo sendo alvo da maldade. Vagabundo é f... acha que humor é uma entidade acima da lei. Liberdade de expressão é isso, Mané, você fala o que quer, depois vai ter que responder por isso, porque uma parte muito importante da Constituição é omitida nessas horas, se é que é conhecida. O direito de resposta é garantido e proporcional ao agravo.



Quanto ao babaquinha que citei no início, bem, é mais um na inclusão digital da aula de biologia:  QUALQUER MICRÓBIO COM UMA CÂMERA GRAVA O QUE QUER. Isso não é arte, é só mais um palhaço querendo fazer o gentili, se travestindo num personagem a La lobão pra chamar atenção e puxar saco da mídia que adora essa provocação a grupos historicamente discriminados. Se é tão inteligente, faz piada com o opressor, lamber as botas dele é só subserviência.

Nenhum comentário: