Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Natal X Nascimento de Cristo

Esse post é uma divagação das maiores do ano. Daquelas típicas de minha parte e que você pode ter como exemplo algum episódio de Os Simpsons ou Family Guy (saca, quando um episódio começa com a família numa parque de diversões e lá acontece algo que os faz gravar um disco de rumba em Miami? Por aí...).

Bem, vamos às referências, primeiro uma divagação que sempre me assombra: O natal e o nascimento de Cristo. É assim, eu começo pensando em como o natal se tornou algo tão excessivamente comercial, que o que se vende na mídia é Papai Noel, pinheiros e neve (Say: WHAT?!). Claro que falo de Brasil, pois, sei que nos locais de onde essa tradição de comidas gordurosas, pesadas e elementos relacionados ao frio vêm de terras do hemisfério norte, portanto, locais onde é inverno no final do ano (fora as motivações político-religiosas-comerciais, mas isso eu falo depois).

O natal mais parece a celebração do nascimento de Papai Noel - e eu não sei se é um nome unisex ou um sobrenome, já que sua esposa, chamam de Mamãe Noel. Aí, acontece o seguinte, comercializam e fazem o natal parecer só uma troca de presentes, Simone cantando John Lennon "então, é nataaaal" e aquele cd de músicas natalinas instrumentais soladas no cavaquinho em todas as rádios comunitárias e lojas de (a partir de) R$ 1,99. Enfim, fora o fato de que Gaby Amarantos não vai encontrar seu ex-mailove lá, não vejo muita ligação. Será que representa a entrega de presentes pelos reis magos? Vai saber, depois eu pesquiso isso, prometo.

Fora a parte comercial, me veio a questão ideológica e, conforme prometi voltar no assunto, a parte político-religiosa-comercial. Nosso calendário gregoriano conta o tempo a partir do nascimento de Jesus. Mas, oras, ele nasceu (?!) em 25 de dezembro... Mal nasceu e já era final do ano?! CUMA!? OPu então quem criou o calendário não sacava muito de matemática e quis arredondar, mas quem sabi que dia exato era se ele nasceu numa manjedoura cercado de bichos e seus pais? Enfim, não vou discutir isso, e prometo pesquisar isso também. Mas, o que vem a seguir é mais divagatório e paradoxal. Aguarde.

Já chegou aqui? É assim: Jesus é o carro-chefe do cristianismo.
Quem segue Jesus, o faz pensando no que ele faria.
Jesus era judeu.
Se imitássemos Jesus ao pé da letra, nos converteríamos ao judaísmo.
Aí, não teríamos Jesus como nada além de um simples profeta, filho de carpinteiro.
Jesus não criou religiões.
Reflita.

Nightwish em sua formação, na minha inútil opinião, clássica.
Isso me fez lembrar de uma belíssima canção da banda finlandesa Nightwish (que eu amava enquanto tinha Tarja Turunen no vocal). A letra é emocionante e a melodia é perfeita pra embalar o clima reflexivo da letra. Na letra, é feita uma referência a São Longino, que teria sido o soldado que espetou Jesus com sua lança (a Lança do Destino?), tendo os olhos salpicados pelo sangue do prisioneiro, curando assim uma doença nos olhos que o fez seguir o cristianismo, tendo morrido por esse motivo. Aqui no Brasil, é conhecido como São Longuinho e as pessoas prometem dar 3 pulinhos quando acharem objetos perdidos (abaixo).

Também lembrei de The Carpenters, aquela dupla famosa formada por um casal de irmãos. Acho que só pelo nome mesmo.

















Não, eu não estava em estado alterado de percepções de pensamento, quem me conhece sabe que eu converso assim ao natural. Rá! Assista o clipe da música (a letra e a tradução estão aqui):

Nenhum comentário: