Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Chiquititas branquititas do Brazil

Se estatísticas apontam que as preferências de adoção são meninas, brancas e bebês...

Como, raios, o orfanato de Chiquititas ficou assim, com tanta menina e só uma negra? 

(Produção, isso é no Brasil?)

Carrossel, por exemplo, não inovou na diversidade étnica do país, mas poderia, pois, a Valéria deixou de ser morena 'latina' pra ser a branquinha Maísa, o japonês Kokimoto ficou 'loiro' e até os alunos gordos não eram tão gordos quanto suas contrapartes originais de México.

Mas não mudam a porra da visão etno-euro-cêntrica do país. Mesmo na ficção, o povo quer se ver na TV, mas não há ideologia que mude nessas cabeças conservadoras e elitistas, né?

E não me diga mentirinhas, dói demais!

Tanto faz se em 1997 ou 2013, essa "realidade dura" das crianças do mundo de Malhação/Bambuluá ainda parece mesmo é dura... de se engolir.

Nenhum comentário: