Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

quinta-feira, 13 de março de 2014

Jovens ingerem bebidas alcoólicas por via anal, para driblar lei seca

Jovens mexicanos andam se valendo de uma prática inusitada, para se embriagarem, mas sem prestar contas ao bafômetro. A medida, alertam os médicos, é arriscada, por abrir brechas (UIA!) para infecções nas regiões íntimas.

Parece que a coisa é feita através de objetos de higiene íntima femininos, como não são descritos, só posso pensar no clássico absorvente interno embebido no seu liquor predileto sendo absorvido por suas entranhas, garantindo-lhes um vigoroso porre retal. Você encararia tequileiras querendo empurrar-vos suculentos supositórios, amigolhes?

Necknomination.
Depois de ver aquela brincadeira, youtubesca, o tal do necknomination (uma bizarrice de meninos fazendo a meninice de beber álcool de formas 'criativas'), tenho observações a fazer:

1.       A hora que inventarem um peidômetro bafômetro para essa tchurminha, eles voltam a cachaçar pelas vias convencionais. Certeza!

2.       Depois dessa, a rapaziada que aderir nunca mais vai poder fazer aquela piada “eu não tomo, eu bebo”.

3.       C* de bêbado não tem dono.

4.       Quem tem c*, não tem medo. ANYMORE!

5.       Você manda um jovem desse tomar no c*, e ele ainda te diz 'vou mesmo, tem blitz lá na frente. Feliz da vida.

Novo método de vira-vira? Vai saber.

Novo método de canudo... não?
Vai que a moda pega no Brasil! Vai ter garotada escorando no balcão e pedindo um supositório de Big Apple, pra levar pra festinha.

Fonte: Yahoo.

Nenhum comentário: