Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

A Costureira Surtou... Perdeu a Linha.

Da série 'trocadilhos tão safados que chegam a ser engraçados', eis que essa é uma das maiores formas de exemplificar, com sucesso, o que é uma clássica piada infame.

Veja bem, é como aconteceu no antigo "Quinta Categoria", da MTV, à época, de Marcos Mion (ah, vai, algumas vezes teve graça). Naquele momento de final de blocos em que os participantes (Mion e Os Barbixas) improvisavam uma rápida piada sobre um tema sugerido pela plateia (estilo Z.E. Zenas Emprovisadas), o tema era "piores coisas pra se dizer no AA (Alcoólicos Anônimos). O primeiro a fazer uma piada falou "BB" e foi ovacionado. Ele fez uma cara de sonso, como se tivesse dito qualquer coisa só pra não perder a oportunidade e voltou com cara de surpreso pelos aplausos. Ao voltar para seu lugar, um colega (o do rabo de cavalo) diz "você não tem noção da magnitude da sua piada".

O segundo da direta para a esquerda foi o responsável
pela grande curta piada infame e genial.
Realmente, o cara acharia ruim chegar no AA e dizer BB... A quantidade de trocadilhos em torno do mesmo tema, faz dessa uma das melhores piores pidas do mundo... Ou seja, quando ocorre o paradoxo entre a qualidade da criatividade e um certo oportunismo metido a engraçado, temos um belo exemplar de piada infame. Aquela que não tem graça pelo que foi dito, é mais sutil, você ri mais da atitude pseudo-desesperada do piadista do que da piada em si. Geralmente você reconhece uma piada infame quando diz ou pensa "essa foi tão ruim que achei engraçada". Pronto, ela cumpriu seu papel, disse a que veio. Não parecia engraçada, mas te fez rir (não sem rolar um 'facepalm' antes ou depois dela).

Nenhum comentário: