Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Halloween - Aceitar ou não aceitar?




Todo mundo lembra do Halloween, ninguém lembra o dia do folclore.Não sou idealista, eu admiro o halloween, inclusive sei seus significados (como a abóbora com carinha de má, a data em que ocorre e até o significado geral em torno do dia e sua sequência, no dia de finados).
O que me causa certo incômodo é a modinha de se abrir as pernas pra uma cultura que não a sua e não ter a decência de saber de onde vem.
Naturalizar-se culturalmente precisa de mais do que ser 'do contra' em relação ao seu país, só porque tem problemas que você acha que não tem lá fora.
O que me causa certo incômodo é a modinha de se abrir as pernas pra uma cultura que não a sua e não ter a decência de saber de onde vem.Naturalizar-se culturalmente precisa de mais do que ser 'do contra' em relação ao seu país, só porque tem problemas que você acha que não tem lá fora.





Eu, particularmente, adoro ler sobre druidasStonehenge, espantar espíritos à véspera do dia de todos os santos, o subsequente dia de finados e tals. Mas também, enquanto brasileiro E pesquisador nato, também sei que hoje é Dia do Saci, uma lenda brasileira, mas isso não interessa aos rebeldezinhos da vida.


É só ver assim: 


Há a corrente dos que defende o Halloween porque é legal, está na moda e mexe com coisas sobrenaturais que você já cansou de ver nos filmes.

Tem a galera que defende a cultura nacional e que se dane o resto (dizendo que é satanismo ou só por fascismo mesmo).


O problema é que as duas correntes não conseguem escapar da argumentação mais detalhada, só defendem por rebeldia. 'Ah, eu sou nacionalista', 'Ah, eu gosto do que vem de fora pra parecer moderninho'. Que goste, mas que não encha o saco como se isso fizesse de você mais legal. Não faz. Você é só um adolescente mental em busca de auto-afirmação da sua tribo.


Criticar os nacionalistas também é outro erro, já que o primeiro argumento é que tudo o que temos aqui foi feito fora... ALÔÔ! Será que alguém não percebeu que os EUAses também não têm tradições externas? e... ops, adivinhem... Halloween é uma. Quando a tradição religiosa foi criada, nem existiam EUAses, nem Brasil


Cerimônia Druida de Halloween, cultura Celta muito ancestral a EUAses e Brasil.
Então, joguem um absorvente interno sabor maracujina na goela e pare de tentar parecer modernoso gozando com o pau dos outros. Tem espaço pra todo mundo.

Nenhum comentário: