Crônicas, divagações e contestações sobre injustiças sociais, cultura pop, atualidades e eventuais velharias cult, enfim, tudo sobre a problemática contemporânea.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Superman: O Herói Improvável

Superman é o maior herói do mundo. Só um herói com tanta discrepância em torno de si, mas mantendo-se no 'top of mind' do grande público como principal referência poderia ganhar esse título. Vejamos algumas das bizarrices?

Em Superman: O Legado das Estrelas, descobrimos - nessa tentativa de reeditar a origem do azulão para os tempos atuais - os óculos disfarçam seus olhos azuis raros, sua postura é modificada de modo a parecer que é um desengonçado caipira e seu cabelo é penteado diferente enquanto Clark Kent. Beleza, a exemplo de um ator que interpretava gêmeos muito bem a ponto de confundir sua plateia - como numa peça que mamãe Kent tinha visto. Isso só aproximaria o Super de seu alter-ego, já que gêmeos são pessoas diferentes, mas são idênticos, no caso em questão.


Outras interpretações são estranhamente concebidas, como o fato de a população ver o Super como um deus enquanto Kent é só um jornalista caipira e talentoso e tals... Lex Luthor, por exemplo, uma mente tão talentosa quanto um Bruce Wayne da vida, já poderia ter descoberto há muito, que seu maior inimigo é seu grande amigo de adolescência - em algumas versões, eu prefiro que os dois tenham se conhecido em Metrópolis. Aliás, Luthor e Lois Lane podiam se casar na burrice. Lex chegou a deduzir uma vez a grande verdade, mas se negou a acreditar que um semideus aceitaria viver como um jornalista e não dominando o mundo... plausível? Vai saber...

Mas o fato é que nenhuma versão bate o filme Superman 2. Lois Lane descobre, ele confessa, abre mão dos poderes e passa a viver com ela. Depois, ele retoma seus poderes e dá um beijo que a faz perder a memória quanto a seu segredo. PQP!!!!! x3.

Só achei legal na minissérie Crise de Identidade que, além de várias baboseiras, como o Exterminador sozinho espancar a Liga da Justiça ou o Nuclear, com poderes químicos e nucleares ser ferido por uma espada e aceitar explodir ao invés de remendar a própria ferida, teve seus momentos. Quando A Liga revela que manipulava as mentes dos vilões pra que ninguém descobrisse suas identidades - explicando como poderiam viver tanto tempo enganando entes próximos e autoridades - inclusive a mente do Bátema, quanto a um assunto de conduta interno... Dá-se a entender, pela narrativa do Arqueiro Verde, que o Super nunca descobriu porque esperavam ele ir embora. Nessa hora, um close sobre a orelha do azulão insinua que talvez ele soubesse, com seus super sentidos, mas fizesse vista grossa (ou melhor, contextualizando) ouvidos de mercador) pra preservar a segurança de seus entes queridos.

Para a cueca por cima da calça, eu tenho a melhor teoria de todas TODAS! É o seguinte, você voa, sopra ar glacial, tem umas 20 visões diferentes entre calor, raio-x, telescópica, microscópica, infra-vermelha, e o caramba a quatro. Você tem superforça, super audição, sua força te faz ser superveloz e invulnerável. Tudo isso só por pegar um sol. Agora me diz, você ia ter medo ou vergonha de alguém te encarnar por uma sunguinha por cima da roupa de ginástica? Podia sair pelado de capa que ninguém ia falar, pô! Do contrário, é só incinerar. Rá!


Agora, fiquem com o pior do Superman. Quando as pessoas "leigas" acham que entendem de quadrinhos dá nisso:

Nenhum comentário: